quarta-feira, 14 de abril de 2010

Debate sobre a vitória do Dourado


Dando continuidade à discussão levantada na minha coluna na última semana, Diversidade sexual e o pandemônio do Grande Irmão Global, sobre a vitória do lutador Marcelo Dourado no BBB 10, hoje publicamos a opinião do estudante Filipe Batalha. Viso, assim, polarizar o debate dando espaço a expressão de uma opinião contrária a minha. Filipe torcia pela vitória do lutador, embora soubesse que ele tinha muitos defeitos. Veja texto a seguir:

SOBRE A VITÓRIA DE MARCELO DOURADO
 Filipe Batalha de Oliveira
Estudante de História da
Universidade Severino Sombra (Vassouras - RJ)

Marcelo Dourado venceu o Big Brother Brasil 10, por três grandes motivos.

Em primeiro lugar, porque vivemos em uma sociedade altamente preconceituosa, em segundo lugar, porque como já tinha sido um bbb, logicamente ele já entrou na casa com o intuito de não cometer os mesmos erros novamente, e em terceiro lugar, porque os novos brothers se mostraram muito “sem sal”.

O lutador disse por várias vezes durante o programa, que o seu principal objetivo era “limpar sua barra com o público”, já que na sua primeira chance, foi eliminado e julgado como uma pessoa ruim. Porém Marcelo Dourado não conseguiu se manter calmo por muito tempo na casa, e o fato de ter que dividir seu espaço com três homossexuais, o irritou claramente.

Desde a primeira semana do programa, as enquetes deixaram bem claro que os participantes com as maiores chances de vencer eram Dourado e os três homossexuais (Angélica, Dicésar e Serginho). Marcelo foi adversário direto de Angélica e Dicésar durante o programa, tiveram várias discussões e trocaram agressões verbais.

Muitas das vezes Dourado se destacou quando ficou frente a frente da Jornalista e do Maquiador no paredão, ambos os paredões quebraram o Recorde de votação, a meu ver,  por representar um “modelo de masculinidade” contra um homossexual.

Nos dois confrontos, o lutador levou a melhor e colocou ambos os gays para fora do jogo, isso graças a nossa sociedade homofóbica e machista.

Dourado deixou bastante claro de que se incomodava com as brincadeiras e as conversas ligadas ao homossexualismo e sexo em alguns momentos, principalmente durante as refeições. Marcelo também foi ignorante e preconceituoso em algumas conversas, como por exemplo, quando disse que o vírus HIV era transmitido somente pelos gays. Isso tudo eu posso dizer que concordo com o texto de Ana Dietrich.

Porém, não posso deixar de explicar meu ponto de vista em relação à vitória de Marcelo Dourado no Big Brother Brasil 10, sem descrever sua trajetória no programa. Dourado foi um dos brothers que tiveram a chance de retornar a “casa mais famosa do Brasil”. Juntamente com Joseane do BBB-3, ele voltou ao jogo, e o casal fechou o grupo dos dezessete participantes dessa décima edição.

Joseane e Dourado foram os alvos na votação da primeira semana, porque no julgamento dos novos brothers, ambos já teriam tido suas chances anteriormente. Porém, para sorte de Marcelo, Jose foi o primeiro anjo dessa edição, e acabou por imunizá-lo, ficando sozinha na mira de fogo. A ex-miss foi indicada ao primeiro paredão e com 61% dos votos, foi a primeira a deixar a casa.

A partir desse momento, o lutador se viu “sozinho” no jogo, já que estava sendo de certa forma, “discriminado e julgado” pela maioria dos colegas de confinamento. Com isso, Marcelo acabou recebendo o apoio do maior aliado que um BBB pode ter (o público). E mais uma vez para sorte de Dourado, ele acabou recebendo também, o apoio de Eliane (Lia) e Carlos Eduardo (Cadu), formando assim, um trio quase perfeito, já que os três conseguiram permanecer juntos até a etapa final do programa, dividindo a casa somente com a dentista Fernanda, (vice-campeã) da edição.

O lutador não foi líder nenhuma vez, mais seus escudeiros (Lia e Cadu), ganharam a liderança por mais de uma vez cada, principalmente Cadu, que foi líder por cinco vezes, o que ajudou na permanência de Marcelo na casa. Dourado teve foi muita sorte, e deve sua vitória, não apenas as pessoas que votaram a seu favor, mais deve também a esses três companheiros que o ajudaram e muito, para que ele levasse essa bolada de 1,5 milhão de reais.

12 comentários:

Wallace dos Reis Gonçalves disse...

Na minha opinião ele tem a sua posição em "não gostar de homossexuais" mas também não faltou com respeito, ou pelo menos, não gratuitamente, e sempre fez o possível para se conviver com os outros brothers, as brigas e tudo mais foram pura estratégia.
Me amarrei na montagem do Tropa de Elite hauhauha.
Valeu a matéria ficou muito boa!

14 de abril de 2010 13:29
Talita Araújo disse...

Gostaria de parabenizar meu amigo, Filipe pelo brilhante desenvolvimento em expor sua opinião. Não que a minha concorde com a dele, pois sei de alguns defeitos de Marcelo Dourado e não gostei de seu vitória no BBB 10. Mas quero deixar o meu orgulho em participar desta classe de alunos de História da Universidade Severino Sombra, onde todos mostram interesse o tempo todo. Tenho certeza meu amigo que você vai longe!!!!!

14 de abril de 2010 13:32
lilly pacca disse...

Oi Filipe!!!!!

muito inteligente seus comentários ,com riqueza de detalhes e brilhantes conclusões!!!!!!

14 de abril de 2010 14:29
Miiiih disse...

Ahh meu amigo tah ficando famos...rsrsrsrs
Parabéns pela excelente matéria.
O BBB10 foi o melhor que já teve, levantou questões polêmicas com a presença d gays na casa, dando origem a diversos fóruns de discussão em diversos sites.
O Marcelo Dourado mobilizou diversos fãs, recebendo até um twitter, o @DouradosFacts, em q diversos usuários escreviam sobre o então "Chefe" Dourado!
A Tropa de Elite: Dourado, Cadu e Lia só não foi completa para a final porque houve uma campanha para tirar a Lia. Os paredões demonstraram o quanto Marcelo Dourado é popular. Se o objetivo dele era "se redimir com o público", ele foi mais que alcançado!

14 de abril de 2010 15:53
Filipe Batalha de Oliveira disse...

Meus agradecimentos vão para: Minha chefa Ana Maria Dietrich, que me deu a oportunidade de escrever em sua coluna. Para todos que leram e comentáram meu texto, para meus amigos, e para toda a equipe maravilhosa desta revista.

ASS: Filipe Batalha de Oliveira.

15 de abril de 2010 00:15
Cristina disse...

Parabéns Filipe!! estamos na torcida por vc...espero que algum dia possa fazer uma repostagem sobre a nossa terrinha, rsrsr . Beijo grande, vc merece!! Cristina Moura

15 de abril de 2010 01:49
Catinha disse...

Filipe, adorei a forma como expôs seu ponto de vista. Concordo plenamente com você.
Concordo com a postagem da Cristina: faz um artigo sobre a cidade histórica. E não se esqueça que BJ também tem uma História muito interessante a ser contato.
Parabéns!!! Bjs.

15 de abril de 2010 11:20
Anônimo disse...

Ficou ótima a matéria Filipe (:
Parabéns (:

beijão. Carol Araújo

15 de abril de 2010 12:38
Contemporartes disse...

ficou muito legal mesmo filipe, eu - sua chefinha - estou orgulhosa aqui ;)
bom, gostei da sugestão da Catia e da Cristina e agora.... mãos a obra.
abraços

15 de abril de 2010 17:08
Queila Amaro disse...

Não gostei da vitória de Dourado: o típico homem maxista! Para falar a verdade acho o programa Big Brother Brasil um fomento à espionagem da vida alheia. Parabéns Filipe!!!

16 de abril de 2010 12:13
amanda disse...

Filipe!Adorei o texto!Parabéns!Olha esse assunto é muito interessante!Mas pra mim faltou um ponto imporante:edição!Marcelo Dourado levou o prêmio por vários fatores,mas a edição do programa,na minha opinião,foi a GRANDE VENCEDORA!Pois,era visível que Mrs. Edição fez muito bem seu trabalho!

17 de abril de 2010 14:49
Cíntia Raquel disse...

Filipe parabéns! Está seper bem feito! Gostei! Não acompanhei o BBB mas foi bem comentado! Parabéns!!!

18 de abril de 2010 16:21

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.