quinta-feira, 27 de maio de 2010

Inhotim por Marco Antonio Muniz








Ainda em relação ao Instituto Inhotim, fiquei devendo à Revista ContemporARTES imagens dignas de seu frescor. Gostaria de compartilhar com vocês algumas das lindas fotografias de um amigo, Marco Antonio Muniz, imagens que fizeram com que eu desejasse conhecer o lugar.




















Este é Sonic Pavilion (2009), do artista norte-americano Doug Aitken, construção onde podemos ouvir uma transmissão contínua de sons emitidos a centenas de metros no interior da Terra que são captados por microfones. Aitken faz com que experimentemos ali algo a princípio imperceptível, e sempre em transformação, viva, pulsando.







Temos aqui a bonita Galeria Adriana Varejão, espaço concebido para receber as obras da artista, que participou da conceituação do projeto arquitetônico. “O edifício tem 477 m2 e se assemelha a uma caixa fechada de concreto, que balança sobre a entrada e cobre um espelho d'água que reflete a bela paisagem ao redor. A galeria possui um percurso único; após passar pelo térreo e pelo primeiro pavimento se chega à cobertura, uma grande praça elevada, pela qual, através de uma ponte, se acessa uma das áreas de expansão do museu, um jardim feito com plantas de resgate”. A projeto arquitetônico da Galeria Adriana Varejão é de autoria do arquiteto Rodrigo Cerviño Lopez, que recebeu o Prêmio Rino Levi Ex Aequo 2008, do Instituto de Arquitetos do Brasil, em São Paulo.



E mais Magic Square do Hélio Oiticica:







                                             
Obrigada, Marquinho!

1 comentários:

Ana Dietrich disse...

futurista, hein sr. Muniz. adorei o jogo de luz e cores!

30 de maio de 2010 18:51

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.