quarta-feira, 12 de maio de 2010

"Neo" Primeiro de Maio Alemão

Cada passeata nazista tem seu preço
Bloquear, Sabotar, Impedir 1º de maio em Berlim
30.04 Passeata contra o bar nazista zum Henker
17h estação de trem Schöneweide
Passeata revolucionária de 1º de maio
18h estação de metro Kotbusser Tor
Fique atento para outros avisos
http://www.antifa-berlin.de/
Hoje apresento um texto de Ana Valéria de Souza Celestino, historiadora que mora em Berlim, e que presenciou o movimento de neo-nazistas que antecedeu o primeiro de maio alemão. Em voga, as forças neoconservadoras da sociedade que se expressam em pontas de iceberg como essa tentativa de movimento. A sociedade civil respondeu com protestos e faixas para boicote do evento.

Agora são quase dez horas da manhã aqui em Berlim. Bem perto da minha casa, uns 15 minutos a pé, vai haver uma grande demonstração do Partido "neo" nazista.

Já há tempo ouço o trânsito de helicópteros e brigo comigo mesmo para não largar meu trabalho e ir lá ver o que acontece. Escrevo agora emocionada porque acaba de passar uma turma de umas duzentas pessoas na frente da minha janela, correndo em direção à demonstração. Na sua maioria jovens "de esquerda" vestidos de preto, mas pude ver um carrinho de bebê, e algumas pessoas mais velhas e até "velhos" também.

Parece que a polícia proibiu o acesso até lá, para não haver confronto. Assim vendo de fora, parece que o governo "não encontra" meios eficazes de reprimir ou pelo menos proibir uma manifestação deste tamanho, de um partido que propaga "parole" contra a constituição e os direitos humanos. Enquanto isto este partido é financiados por grandes empresários alemães...

Como pensei, a ponte aqui da minha esquina está fechada...

Esta manifestação está ocorrendo num país que não pode esconder do mundo sua história e presente nazi-facista. Ontem vi na TV que a "Espanha" está processando um Juiz que luta há anos contra a impunidade dos responsáveis da era Franco, muitos conservadores de direita estão no poder por lá! Na Itália na Turquia e onde mais...

Impedir a passeata nazista - sábado 1.5.
Estação de trem Bornholmer
Fascista: fora de Prenzlauer Berg
Detalhe interesante é que no cartaz, feito com antecedência ainda não se sabia onde iria ser a passeata.
Um dia antes era conhecido apenas o início, na estação de trem Bolholmer Straße, a mesma onde oficialmente, foi a "abertura" do muro.


Serão este os "cães de guarda" da Europa??? Um potencial de guerreiros prontos para defender sua pátria, sua cultura, sua identidade, expulsando estrangeiros ou pelo menos, latindo no quintal para por medo em visitas indesejáveis???

De repente me lembrei de Hindenburg em 33!

Ui! Um direita conservadora que não acha tão ruim assim os brados dos cães!

saudações de uma historiadora que, sem querer, se viu perto demais do " novo 1° de maio alemão" ...

Ana Valéria Celestino

1 comentários:

dav.desiqueira disse...

David Siqueira de Almeida, São Paulo,BR, 10/12/2010
Oportuna a visão do ¨novo 1º de maio alemão¨, como bem diz a historiadora nascida na nossa bela São Sebastião. Parabéns.

10 de dezembro de 2010 13:22

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.