segunda-feira, 1 de novembro de 2010

DOIS APAIXONADOS POR UMA


Década de 80. Extinta Logus Propaganda, Campinas. Foi ali, onde eu trabalhava como redator, que nossos caminhos se cruzaram, a amizade se fez forte, duradoura, e a troca de experiências, vivências, o intercâmbio, desde aqueles tempos idos, continuam até hoje. Quase que diariamente, contribuindo para o aprimoramento e inclusive incentivando o aumento de produtividade dos nossos textos literários.

Devanir Luiz Kauffman Ferreira, redator e poeta de mão cheia, vindo de Ribeirão Pires, com passagem por importantes agências de São Paulo, chegava trazendo na bagagem novos conceitos e muitos prêmios publicitários, como também inúmeros livros de poesia embaixo do braço. Entre eles, AMOROSO, dedicado a uma de suas tantas musas, e BONITO, já mostravam seu estilo marcante, seu grande poder de concisão, ao qual me rendi, aprendi e adotei por tamanho encantamento. Inspire-se nesses belos exemplos e na profundidade desses versos:

1.
Vida zerada
Loves fora
Nada

2.
Tenho sonhado poemas em branco

3.
Beijar tuas espinhas
Com todo o carinho

Com todo o carinho
Beijar teus espinhos

Era sabido por todos que, entre suas fontes de inspiração e desejo, existia uma em especial: Uma Thurman, motivo pelo qual sempre abastecia minha caixa de mensagens com fotos cotidianas da atriz americana que tanto adorava, criando também em mim certa empatia e, por que não dizer, admiração por essa bela e enigmática mulher. Porém, certo dia, nessa história de trocas de textos via internet, chegou do Deva um poema dedicado a Uma. O texto era tão bom, tão instigante que, com uma pontinha de inveja (no bom sentido) por não tê-lo criado, imediatamente fiz o meu poema-resposta em homenagem a Uma e a todas as mulheres, mandando o e-mail imediatamente de volta. Veja só o resultado dessa brincadeira:



É isso aí: além de apresentar um pouco do trabalho do Deva, aproveitei o Uni.Verso de hoje para mostrar o quanto é importante o intercâmbio para a aproximação das pessoas, o engrandecimento dos escritores e da própria literatura. Pense nisso! Até a próxima. E câmbio final.


Geraldo Trombin é publicitário e membro do Espaço Literário Nelly Rocha Galassi, de Americana - SP (desde 2004), lançou em 1981 o seu livro “Transparecer a Escuridão”, produção independente de poesias e crônicas. Com mais de 160 classificações conquistadas em inúmeros concursos realizados em várias partes do país, tem trabalhos editados em mais de 60 publicações.

7 comentários:

Blog do Piaia disse...

Sensacional! Você e o Deva (a quem quase conheço por seus comentários) são dois caras de sorte por se encontrarem. Mas nada é por acaso, certo? Mais sorte ainda tem a Uma, quase Duas, por seus admiradores.
Parabéns mais uma vez pelas premiações de Outubro. Como já disse antes, "Lá vai pedra" é uma pedrada.
Abraços
Piaia

1 de novembro de 2010 10:06
geraldo trombin disse...

Valeu amigo... Estamos juntos nessa caminhada... abraços

1 de novembro de 2010 10:30
Dema disse...

Bela mulher e bela amizade, interessante como voces se apaixonaram pela mesma mulher e continuaram tão amigos, nada passional essa sociedade.

1 de novembro de 2010 13:40
SIMONE ALVES PEDERSEN disse...

Não conhecia o Deva e foi uma agradável surpresa conhecer sua poesia.
Eu já li muitas das suas poesias maravilhosas, Geraldo, mas essa eu não conhecia.
Assim não foi UMA, mas DUAS grandes surpresas hoje.

1 de novembro de 2010 17:38
geraldo trombin disse...

pois é dema... na literatura tudo é possível... sem constrangimentos... rsss

Simone, o Deva tem ótimos textos, tantos publicitários quantos literários..

abraços aos dois...

1 de novembro de 2010 20:24
Maria disse...

Elogiar o Geraldo é chover no molhado,
eu que sou fã incondicional deste poeta/amigo
ou, amigo/poeta...
Acima de tudo um ser único, facil de admirar pela postura de vida
pelo caráter e carisma.
Só quem o conhece sabe o quanto é especial.
Parabéns!
A chuva cai e molha a terra da criatividade,
e nova criação brota do íntimo do poeta!
Choveu no molhado, brilhou e por todos foi admirado!

Maria Mirian

1 de novembro de 2010 22:27
geraldo trombin disse...

Obrigado Maria pelas sinceras palavras... Vamos encerrar o seu mandato com nota 10... Antologia 10... em tudo...

1 de novembro de 2010 23:07

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.