segunda-feira, 28 de março de 2011

UM POUCO MAIS DE MIM MESMO

Na semana que marca a passagem de 52 outonos aprilinos, nada mais justo que abrir meu uni.verso aos queridos amigos e leitores para que comemorem comigo e também conheçam outros passos da minha caminhada literária. Em cada verso, em cada poema. Espero que permitam essa minha auto-homenagem e apreciem um pouco mais de mim mesmo.

Abraços literários e até +.

11 comentários:

edweinels disse...

As palavras fluem e Geraldo nos conduz a uma espetacular viagem literaria. Um magnifico escritor! Parabens, sempre.

Abracos do amigo,

Edweine

28 de março de 2011 07:55
geraldo trombin disse...

Obrigado, Ed... Pela força e parceria... Abraços

28 de março de 2011 08:50
Maria disse...

O poeta transborda sentimentos a emoção é evidente na criação,
em cada entrelinha está um pouco do poeta em transformação.
Puro amor, pura dedicação...

Beijo suas mãos critivas, que nos traz tanta beleza e sabedoria.

Maria Mirian

28 de março de 2011 08:59
geraldo trombin disse...

Obrigado pelas palavras, Maria, companheira literária...

28 de março de 2011 09:34
Blog do Piaia disse...

Dificil acrescentar algo mais ao que já foi dito. Então falo do orgulho de ser amigo desse poeta que, ao ficar um pouquinho mais velho na próxima sexta-feira, certamente ficará ainda melhor.

28 de março de 2011 10:21
geraldo trombin disse...

eita... rsss... só você mesmooooooooooo... abraços

28 de março de 2011 11:09
Simone Alves Pedersen disse...

Grande Tilge! Talento e estilo próprio, dobradinha difícil.

28 de março de 2011 11:28
Rosana disse...

Que bom que dos cacos, fragmentos, genuflexões saíram poemas, poemas...que bom!
Felicidades, pelos seus 52 outonos.Que venham muito mais!

28 de março de 2011 12:43
geraldo trombin disse...

Simone... Rosana...

não é fácil dobrar-se aos sentimentos... revelá-los... mas aprendi,
e os textos surgem... e se formam assim...

Obrigado por estarem sempre presentes...

28 de março de 2011 14:56
Sérgio Bernardo disse...

Parabéns, amigo Geraldo, pela poesia e pelo aniversário (que se confundem em uma coisa só, já que poesia é a própria vida). Abraços, ariano!

29 de março de 2011 11:05
geraldo trombin disse...

Valeu, Sérgio... Mais uma aninho chegando... abração!

29 de março de 2011 13:14

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.