segunda-feira, 11 de abril de 2011

AMIGOS DA POESIA

Hoje minha coluna vai dar um pequeno e delicioso e inesquecível passeio pelo uni.verso contemporâneo de alguns poetamigos, através da participação dessas “feras” já muito conhecidas, reconhecidas (premiadas) e também admiradas no meio literário. Cada um tem sua peculiaridade, mas todos têm algo em comum: o deslizar encantador e preciso sobre a poesia. Uma seleção de primeira pra técnico nenhum botar defeito. Veja só como eles batem um bolão!





TEMPOS MODERNOS
Edweine Loureiro (Saitama/Japão)
Autor de CLANDESTINOS (E OUTRAS CRÔNICAS) - Clube de Autores

Acorda, homem-máquina
que a fábrica tem fome
de homens
sem nomes.

Acorda, homem-só,
homem-pó,
homem-lata,
homem-sucata,
homem-trapo,
homem-de-terno,
homem-de-ferro,
homem no inferno.

Que a máquina tem fome
de nomes
e homens.


AOS DISTRAÍDOS!
Cris Dakinis (São Pedro da Aldeia/RJ)
Autora de AOS DISTRAÍDOS (CBJE - A Casa do Novo Autor Brasileiro)

A poesia do dia
Amanhece cedo
Ergue as cortinas e
Toma sol na calçada

Acorda numa revoada
De sanhaços ao vento
Porque a poesia é sonora
Ela nasce en-cantada

Só os incautos ouvem
A poesia do dia...
Distraídos que estão
Do seu diário ganha pão


INFINITO
Paulo Franco (Ribeirão Pires/SP)
Autor de A QUARTA PAREDE (Editora Multifoco - Selo Vale em Poesia)

Sobre uma parte
do que sei, escrevo
e se não sei, me calo.
E do que escrevo,
uma parte eu nem sei,
e mesmo assim, às vezes, falo.

Sobre o que sinto
uma parte escrevo
pra tentar saber
o que de mim eu minto.

E nunca sei se escrevo
a parte que me cabe
do que sei de mim
e , às vezes, calo
pra fingir o que não sinto.

E sei que do que sei,
à parte, no que escrevo,
parte não me cabe
já que eu só pressinto.

E no que sinto deste pressentir
há o conflito entre o silêncio e o grito
transformando o poema
em linguagem de infinito.


DESJEJUM
Sérgio Bernardo (Nova Friburgo/RJ)
Autor de ASFALTO (Selo OffFlip)

Na minha mesa posta
um bule com o choro de ontem
servido amargo

Entre os jornais do dia
o roteiro em detalhes
do que podia ter sido

Em vez da geleia de morango
o suor das tarefas
num pote de cerâmica

A faca corta o pão
como se amputasse
a língua do ódio

No balcão da copa
o relógio do micro-ondas
cobra meu tempo

Todo dia às 7
desjejuo em silêncio
e a família ignora
a fome de dentro


DO BANHO...
Henriette Effenberger (Bragança Paulista/SP)
Autora de LINHAS TORTAS (contos) e AS AVENTURAS DE SUPERAGORA (infantil)

Acontece sempre essa emoção
(tamanha!)
quando, depois do amor, o meu amor
se banha...
Ouço o ruído da água escorrendo
docemente,
enquanto se forma uma densa cortina
com o vapor da ducha quente.
A despeito de minha miopia
e o do banheiro enfumaçado,
consigo ver os contornos de seu corpo
refletidos no espelho embaçado.
E ele ao se sentir observado,
me sorri, quase encabulado,
desenhando, no vidro, com os dedos,
um coração flechado...
Não mais resisto,
molho-me toda em seu abraço,
(pouco me importa se é pequeno o espaço!)
e sob a água do chuveiro,
tenho, de novo,
meu homem por inteiro...

Abraços literários e até +.

20 comentários:

Mariângela disse...

E que bolão, mesmo! Obrigada por compartilhar poemas tão lindos! É bom começar a semana com lindos versos. beijos

11 de abril de 2011 07:43
geraldo trombin disse...

Valeu, Má... pessoal fera mesmo... bjos

11 de abril de 2011 08:37
Zekk disse...

GÉÉÉÉÉÉRALDÃO!!!! DUCA-DUCA-DUCA, SEU BLOG, MEU CAMARADA!!!! MUITO BACANA ESSA EXPOSIÇÃO DE GRANDES AMIGOS E POETAS, OS CONSIDERO DEMAIS!!!! SUCESSO, MANO VELHO!!!!

ZÉ...

11 de abril de 2011 09:10
Edelson Nagues disse...

Grande Tilge!Só mesmo vc pra reunir um timaço desse numa só página já antológica. Parabéns ao seis poetas!

11 de abril de 2011 09:11
Blog do Piaia disse...

Em 1 1/2 linhas a Mariângela disse tudo. Realmente é doce começar o dia lendo tão doces poemas. E bota bolão nisso! Parabéns.

11 de abril de 2011 09:12
geraldo trombin disse...

Graaande Zééééé, sou apenas colunista... rsss... Mas o Blog da Ana é 10 mesmo, só fera frequentando... pautando... Obrigado pela Força... Abraços

11 de abril de 2011 09:13
geraldo trombin disse...

Edelson e Piaia, estamos no mesmo campo... não podemos ficar com a bola no pé, temos que passar a jogada e correr pro gol... é isso o que vale: todos juntos... sempre marcando...

11 de abril de 2011 09:15
anamauer disse...

Bom dia, Gera!

Liguei o micro e fui conferir tua coluna. Qual foi o resultado?

Comecei bem meu dia. Quer coisa melhor?

Valeu a apresentação desta "thurma", um bolão e tanto!

Bjs amigo!

11 de abril de 2011 09:23
geraldo trombin disse...

Oi Ana, nada como estar sempre em boa companhia, não? Obrigado pelo carinho..

11 de abril de 2011 09:33
Simone Alves Pedersen disse...

UALLLLLLLLLL!

Mesmo tendo o prazer de conhecer o trabalho de cada fera dessas, fiquei emocionada, que categoria! Vou repassar para os amigos :)

Lindo, lindo, lindo!

11 de abril de 2011 10:19
Maria disse...

Bom dia poeta encantado,
Além de ser único em poetar,
ainda nos brinda com maravilhas
de outros tão bons poetas.
Obrigada pela partilha. Valeu!

Beijos

Maria Mirian

11 de abril de 2011 10:22
geraldo trombin disse...

Simone e Maria, grato pela presença constante
e também pelo apoio de sempre...
bjos

11 de abril de 2011 11:21
Sérgio Bernardo disse...

Geraldo, valeu a inclusão do meu poema entre os desses poetas de primeira linha, além de amigos caros. O "Desjejeum" tá orgulhoso que só vendo!... Obrigado pelo espaço e parabéns pela Uni.verso, sempre dando um recado literário importante para todos. Abraços!

11 de abril de 2011 13:01
geraldo trombin disse...

Sérgio, obrigado por participar, por ser conivente com o Uni.verso...
Talento tem que ser mostrado, divulgado, abraçado.

11 de abril de 2011 13:08
Dema disse...

Gostei! Textos curtos, bem montados e com muito conteúdo. Gostei!

13 de abril de 2011 23:25
geraldo trombin disse...

Valeu, Dema... abraços

14 de abril de 2011 13:10
Cris Dakinis disse...

Amigo Gera!
Demorei mas aqui estou pra dizer que estou en-cantada com a homenagem e publicação de meu poema dentre os de amigos poetas tão talentosos! Obrigada!
Cris:)

18 de abril de 2011 19:31
edweinels disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
edweinels disse...

Amigo Geraldo, que honra estar ao lado de tao talentosos e ilustres amigos. E fazer parte de sua maravilhosa Coluna muito me deixou feliz. Muito obrigado, amigo Geraldo, pela amizade constante.

18 de abril de 2011 20:27
geraldo trombin disse...

Cris e Ed... juntos a força aumenta... estamos aqui para somar, não dividir.
Obrigado a todos por estarem comigo nessa... abraços

19 de abril de 2011 08:42

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.