terça-feira, 24 de maio de 2011

"Pela Pela"





sexta- feira 13
13 de Maio
Des-comemoração,
Abolição,
Sexta- feira 13
Onde a Pele, a Carne, e o sangue
derramado representam meu povo...
por: Aline Serzedello Vilaça
Ahh!!!
Minha negra pele fez-se iluminada
Minha negra pele que como a de muitos
Foi violada, rasgada, ferida
Ahhh!!!
Bela pele Negra
Bela raça Negra
Bela Etnia Negra
Afro- descendente
África parente
Ahh!!! Minha pele Negra
Tanto sangue derramado pelas suas diversas cores
Ahh!!! Melanina segregada
Ahh!!! Etnia abandonado!
Pela Pele, pelo cabelo, pelo sorriso
Muitos morreram,
Muitos morrem,
Muitos frente a meus olhos,
sob minhas lágrimas ainda
morrerão,
Ahh, minha nação tão negra
Também sinto o cheiro de magnólia no ar
também sinto
Cheiro de fruta estranha
Cheiro de corpos condenados ao racismo
cheiro de intolerância,
cheiro de ausência,
cheiro de segregação,
Ahh, minha Bela pele...
Pela sua bela pele Negra
Pela Pele
Apenas pela Pele,
Somos e
Fomos açoitados
Acorrentados
Pendurados feito fruta,
dependurados feito nada
Pela Pele
fomos torturados
Fomos feridos,
APENAS Pela Pele

Que fique aqui registrado que nossa sexta-feira 13,
13 de maio de 2011
foi um dia de lembrar com lágrimas, com sangue
e com esperança de tempos melhores
tudo que foi feito
Apenas Pela Pele
Dica:
III ENUNE - Encontros de Negros, Negras e Cotistas da UNE
O Brasil após expansão das políticas de ações afirmativas: Desafios e novas perspectivas
2o a 22 de Maio - Salvador - BA
Certamente discutiremos tudo que é sentido Pela Pele

por: Aline SerzeVilaça

Primeira Foto: Reiner Araújo - Espetáculo "Terra Preta" do Grupo Gengibre



1 comentários:

Ana Dietrich disse...

Lindíssimo, forte, jeito aline de ser. Viva a des-comemoração do 13 de maio!

26 de maio de 2011 17:10

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.