segunda-feira, 26 de setembro de 2011

POETAMIGOS VII


UM POETAMIGO MAIS QUE ESPECIAL

Ele é Prof. Livre-Docente da Faculdade de Medicina da USP e Chefe do Serviço de Urologia da PUC-Campinas. Tem artigos sobre a área de saúde publicados em várias revistas e também no site www.momentosaude.com.br. É autor de inúmeros livros, entre eles "Doutor, é câncer? – Como enfrentar com conhecimento e esperança uma das doenças que mais afeta a população mundial" (Editora Hagnos), que visa ajudar pacientes e também as pessoas da família a lidar com a doença, o sofrimento e, especialmente, a verbalizar "câncer" de maneira apropriada, permitindo que o assunto seja tratado com abertura e sensibilidade.

Hoje a coluna Uni.verso traz os seus versos incisivos, cortantes, dotados também de poética e beleza únicas.

Esse é o POETAMIGO Dr. Lísias que agora apresento a todos vocês – um verdadeiro especialista no que faz, tanto na medicina quanto na literatura. Apreciem!


DECLARAÇÃO
Lísias Nogueira Castilho (Campinas – SP)

- Você me ama?

Amo com um amor delicado,
Que busca só o olhar, sem pecado.
E que não toca, nem faz corar,
E se contenta em ver e adorar.

Amo de um jeito que não faz doer,
Nem chorar, nem magoar, nem sofrer.
Que só pensa em fazê-la mais bela,
'Inda que para nunca mais tê-la.

Amo pacientemente à espera
De um futuro melhor. (Quem me dera!).
Tudo creio, suporto e espero
Porque seu amor pleno é o que quero.

Amo e de tanto amar sofro e choro.
E acordado ou dormindo eu... namoro.
Como um apaixonado garoto,
Mistura de inocente e maroto.

Amo como ama a irmã um cristão.
Com puro coração, sem paixão,
Com recato, carinho e pudor
Como se você fora uma flor.

Amo de modo obsceno e indecente.
Amor ciumento e inconveniente,
Sem ética, só instinto. Com fome
De um bicho que devora...e dorme.

Amo com egoísmo e calor,
Buscando só o prazer até à dor.
Como um incontinente selvagem,
Sem respeito e muita sacanagem.

Amo com impaciência e paixão,
Cheio de sedução e tesão.
Com loucura que nada contenta,
Nada recusa e tudo experimenta.

Amo com dor e alucinação
Como se eu mesmo não fosse são.
Quero você mais que o Paraíso.
Sem você "viver não é preciso".


Camaleão

Às vezes eu te quero como um bicho
Com pouco sentimento e muita ação
Mais carne e muito menos coração
Devoro-te, sim, só por um capricho

Momentos há, no entanto, que te vejo
Menina que quer colo e meu afago
O toque é santo e o meu discurso é vago
Do bicho em mim eu mesmo te protejo

Assim é o meu amor camaleão
O brilho de teus olhos faz de mim
Bicho um dia e no outro teu guardião

Tem paciência comigo, devorada
Porque antes que tudo chegue ao fim
Verás que por dois seres foste amada



AVESSO

Eu te amo como se ama uma puta,
Utilitariamente, sem vínculo.
E te dedico um carinho chulo,
De uma impessoalidade absoluta.

E te uso como um descartável,
Que hoje é e amanhã não existe,
Sem me importar se te tornas triste
Ou com a vida irreconciliável.

Eu te quero como um coadjuvante,
Substituível em qualquer época,
Importante como um cu-de-foca,
Relevante como um chá-broxante.

Importa-me o que ganho contigo
E o que de ti posso aproveitar.
Não me faz qualquer sentido o par;
Só penso em mim e no meu umbigo.

És-me caro como um vitiligo
E chato como a dor de cabeça
Que a gente quer que nunca aconteça.
Odiosamente, teu inimigo


Abraços literários e até +.





12 comentários:

edweinels disse...

Sempre um prazer a leitura de Contemporartes: uma porta aberta para o talento. Parabens ao Poeta Lisias. Parabens, Geraldo, amigo, pelo trabalho de divulgacao de tantos talentos poeticos de nosso Brasil.

26 de setembro de 2011 07:53
PAULO FRANCO disse...

Parabéns ao Dr.das Letras e ao trabalho do grande amigo Geraldo!

26 de setembro de 2011 08:06
silvana disse...

Tem o poder de transformar simples palavras em sonhos que fazem nossos corações e mentes transbordarem em puras e ardentes emoções. Vem incentivando a cultura do nosso Estado por meio de poesia e trazendo inspiração para muitos.Te admiro muito!

26 de setembro de 2011 08:17
Profe Ju disse...

Parabéns ao Poeta Lísias pelos belos e quentes versos! Cumprimentos ao amigo Geraldo, sempre trazendo poemas e Poetas maravolhosos para o deleite dos leitores.
Abraço.
Ju

26 de setembro de 2011 08:26
Simone Alves Pedersen disse...

Parabéns! Os poemas viajam de um extremo ao outro levando o leitor a se surpreender e apreciar cada verso!

26 de setembro de 2011 10:13
anamauer disse...

Mto prazer Dr.Poeta Lísias! Receitas em forma de poemas com emoções saudáveis aos nossos corações.
Parabéns a você Gera, concordo com suas palavras na apresentação.
Abraços aos dois.
Ana Isabel

26 de setembro de 2011 12:03
geraldo trombin disse...

mensagem do amigo Denivaldo Piaia...

Gostei e gostei mesmo. Gosto dos versos arremessados na cara, como os do doutor poeta.

Piaia

26 de setembro de 2011 13:36
geraldo trombin disse...

Ed, Paulo, Silvana, Ju, Simone, Ana e Piaia... Obrigado pela visita e pelas palavras.
Tinha certeza que iriam gostar... Os textos do Dr. são densos, ótimos, perfeitos... abraços

26 de setembro de 2011 13:38
Cris Dakinis disse...

Parabéns! Excelentes poemas :)

26 de setembro de 2011 19:43
Sônia Barros disse...

Que maravilha, Geraldo!
Gostei muito. Parabéns ao médico e poeta!
E obrigada a você por partilhar, sempre.
Um grande abraço!

27 de setembro de 2011 10:28
geraldo trombin disse...

Palavras do amigo Mario Bonzanini:

Esse eu não conhecia, mas é um poeta descarado como todo e bom estudioso da medicina, ou seja, palavras saudáveis nesse mundo doentio. Viva!!! Mario


Obrigado Cris, Sônia e Mário por estarem aqui com a gente mais uma vez...

27 de setembro de 2011 12:58
geraldo trombin disse...

palavras do também amigo, escritor e publicitário Devanir Ferreira:


Esse é do ramo. Poemas muito bons. Poeta seguro e livre no desdobramento dos versos. Tem o que dizer, sabe dizer e diz.

28 de setembro de 2011 10:11

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.