segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

BOAS FESTAS


Tempo de festas. Tempo de reflexão. 
Aliás, todo tempo é tempo de refletirmos diante dos espelhos da vida: 
como estão os nossos reflexos?



Abraços poéticos e até +.

12 comentários:

Blog do Piaia disse...

Putz! Fantástico! Um presente de Natal.

16 de dezembro de 2013 09:13
Anônimo disse...

Refinado, afinado e atinado, como sempre!

Feliz Natal e um grande 2014!

Silvio Andrade@uol.com.br

16 de dezembro de 2013 09:26
edweinels disse...

Em poucas palavras, genial. Parabens, Gera!!!

16 de dezembro de 2013 11:42
geraldo trombin disse...

Valeu, Piaia, Silvio e Ed! Feliz Natal pra vocês... abração

16 de dezembro de 2013 11:45
Cinthia Kriemler disse...

Muito bom! É isso mesmo, acabaram com o Natal do Cristo e virou tudo uma festa...comercial! Acho que cabe a cada um de nós fazer um resgate da comemoração e homenagear o aniversariante! A noite de Natal ainda é bela, meu amigo, enquanto existir gente como você para nos lembrar de evitarmos a mercantilização do nascimento do pequeno Jesus. FELIZ NATAL para você e família! Na paz de Cristo!

16 de dezembro de 2013 12:05
Anônimo disse...

Você e eu que fomos publicitários colaboramos com isso, mas nunca é tarde para se redimir e encarar com humor e otimismo. Feliz Natal!!!
Arnônimo

16 de dezembro de 2013 13:27
geraldo trombin disse...

Obrigado, Cinthia; Gracias, Arnônimo... Vamos resgatar os valores reais, não os comerciais, não é mesmo. Feliz Natal pra todos vocês...

16 de dezembro de 2013 13:32
geraldo trombin disse...

mensagem da amiga Maria Cecília:

É assim mesmo o ser humano (nem tão humano),Geraldo; se fizeram assim com Ele, nós que nos cuidemos!
Boas festas para você e os seus. Bom dia.

16 de dezembro de 2013 14:02
cecilia disse...

Sensacional!! Como sempre. Amo seus versos. Você brinca, brinca e deixa um recado para refletir. Não sei como consegue. Adorei!

16 de dezembro de 2013 15:12
geraldo trombin disse...

Brigadinho, Cecilia... Brincando de falar verdades... beijos

16 de dezembro de 2013 15:14
Anônimo disse...

Poemas duros, diretos no bolso do consumismo natalino. Jesus e nós todos "vendidos nessa festa" lucrativa e tão descaradamente cínica. Poesia crítica, que recomenda a reflexão, muito bem-vinda em hora propícia a uma conciliação com o que temos de mais humanos e verdadeiros. Com presentes poéticos como esse, sempre se faz um Natal feliz.

Deva

18 de dezembro de 2013 11:59
geraldo trombin disse...

Valeu, Deva... Tempo de reflexão e ação... abraços

19 de dezembro de 2013 13:29

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.