segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

MEIO A MEIO



Inteiro, Metade, Meio a Meio... Quanto devaneio....




Abraços Poéticos e até +.



11 comentários:

Anônimo disse...

Bacana, explorando o concretismo!!!
Arnônimo

2 de dezembro de 2013 08:56
edweinels disse...

Maravilha, amigao. Sempre um show: no macro e no micro. :) Parabens.

2 de dezembro de 2013 11:18
geraldo trombin disse...

Valeu, Arnônimo, Valeu, Ed! Explorando várias frentes! :)

2 de dezembro de 2013 11:24
Blog do Piaia disse...

Sempre salvando nossa segunda-feira...

2 de dezembro de 2013 12:23
Maria Amélia Moscom disse...

show de bola! Ops.... de poesia!
Gosto muito do seu estilo! Parabéns e obrigada pelas belas palavras!

2 de dezembro de 2013 13:23
Anônimo disse...

Bons exemplos de opções formais e de conteúdo. Ou o poema é curto e com foco incisivo, ou se estende no desenvolvimento do tema sem desperdiçar palavras e versos. Concisão verdadeiramente enxuta.

Deva

2 de dezembro de 2013 13:26
geraldo trombin disse...

Obrigado, Piaia, Maria Amélia e Deva... a gente sabe o quanto é difícil cortar palavras quando o sentimento corta a gente... Abração

2 de dezembro de 2013 15:38
Cris Dakinis disse...

Eu já conhecia todos e adorei reler os poemas POR INTEIRO: "Meio a meio"; o DICA QUENTE: "Frieza" e a OBRA DE ARTE: "Quadrum"... Colocou sentimento em moldura...Só mesmo todo o talento do meu amigo Gera!!!

2 de dezembro de 2013 17:36
geraldo trombin disse...

Obrigado, socapinha, pelo carinho de sempre... beijos

2 de dezembro de 2013 23:49
cecilia disse...

Como sempre me deliciei com seus versos e rimas ricas. Geraldo, tornei-me sua fã.

3 de dezembro de 2013 12:16
geraldo trombin disse...

brigadinho, Cecília! :)

3 de dezembro de 2013 12:53

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.