segunda-feira, 3 de novembro de 2014

FLASHBACK LITERÁRIO (2009)


FLASHBACK LITERÁRIO (2009)


Abraços Literários e até +.


11 comentários:

edweinels disse...

Em sua pagina, sempre poemas de ouro. Parabens, Gera!

3 de novembro de 2014 07:37
geraldo trombin disse...

Obrigado, amigão... uma boa semana pra você... abração

3 de novembro de 2014 08:08
Maria Silvia Queiroz disse...

Belíssimo! Amei!

3 de novembro de 2014 09:01
geraldo trombin disse...

Obrigado, Maria Silvia! Bom dia!

3 de novembro de 2014 10:43
Cris Dakinis disse...

Muito bom relembrar. Parabéns! :)

3 de novembro de 2014 11:04
Blog do Piaia disse...

E bota valiosa e preciosa nisso...

3 de novembro de 2014 11:09
geraldo trombin disse...

Brigadinho, Cris e Piaia! safra antiga... relembrando! Abração e boa semana!

3 de novembro de 2014 11:15
Edelson Nagues disse...

"Da jaz ida" é mais um diamante nessa sua profícua garimpagem no veio da poesia. Me trouxe uma sensação especial, pois meu pai, "Seu Calu", foi garimpeiro em muitos dos seus 95 anos. Parabéns, PoetAmigo!

3 de novembro de 2014 12:37
geraldo trombin disse...

Obrigado, poetAmigo! Todos nós temos o nosso garimpo... Que o diga o "Seu Calu", que é muito mais experiente do que eu! Abração!

3 de novembro de 2014 12:44
Anônimo disse...

Conta mais é garimpar, assim me seduz o poema. Menos importa se pedriscos, pepitas ou diamantes são descobertos em meio à água. Por sinal, hoje a água, fundamental ao surgimento e manutenção da vida, adquire com a estiagem valor ainda maior. Assim, a vida é esse garimpar.

Deva

8 de novembro de 2014 11:10
geraldo trombin disse...

Sempre garimpando, não é mesmo? Valeu, Deva! Abração.

15 de novembro de 2014 08:43

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.