sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL! FELIZ ANO NOVO! WESOLYCH SWIAT BOZEGO NARODZENIA! SCIESLIWEGO NOWEGO ROKU!


Na última edição do ano da Coluna Polonaises, fazemos uma restrospectiva da quarta-feira da semana passada que ficou marcada por eventos significativos para a comunidade polonesa em Curitiba, na sede da Casa da Cultura Polônia Brasil. Foram realizadas a Oficina Sabores da Polônia, e a Partilha do Opłatek na Confraternização de Natal, tendo como anfitriões o Cônsul Geral da República da Polônia em Curitiba, Marek Makowski, e as vice-cônsules Dorota Bogutin e Dorota Ortyńska.

Mas como naqueles filmes em que o flashback não segue uma linha cronológica convencional, linear, invertemos aqui também a sequência dos acontecimentos, começando do final para o começo. Leitores, por favor nos acompanhem.


Opłatek e Confraternização de Natal

Um pouco da história da tradição polonesa: O Opłatek é uma massa fina composta basicamente de farinha e água, semelhante ao pão ázimo, repleta de simbolismo, e sua partilha integra a típica celebração do Natal polonês, expressando o amor fraternal, sobretudo no perdão e reconciliação, entre a família ou a comunidade.

                       Opłatek (pronuncia-se opúaték)
                            
"O profundo conteúdo da partilha do Opłatek nasce no mistério central do cristianismo, a Eucaristia, chamada a Partilha do Pão. Se na Polônia esta cerimônia é quase obrigatória, entre os descendentes de polacos no Sul do Brasil, especialmente, a tradição tem ganhado a cada ano que passa, mais adeptos. Curitiba costuma celebrar a cerimônia nos clubes sociais e entidades folclóricas. Nas demais cidades sulistas, cada entidade folclórica reúne a comunidade de origem polaca e a celebra."

A confraternização de Natal, organizada pela Casa da Cultura Polônia Brasil e o Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, iniciou com os agradecimentos da Casa da Cultura aos membros, artistas e colaboradores pelo ano de trabalhos interessantes e frutíferos. O Cônsul Marek Makowski entregou as condecorações de “mérito à cultura polonesa” enviadas pelo Ministro de Cultura e Patrimônio Nacional da Polônia. 



                          

As medalhas foram entregues para Emilia Piaskowska, incansável ativista polônica que há décadas trabalha em prol de divulgação da arte popular polonesa (as famosas wycinanki) e para Shirlei Freder que trabalha e cumpre com muito engajamento a sua função como Presidente da Casa da Cultura Polônia Brasil desde a fundação desta organização.

                         
O clima natalino teve continuidade com uma oração e com algumas tradicionais canções natalinas (kolędy), entoadas pelo Pe. Jan Sobieraj, da Congregação Sociedade de Cristo no Brasil, e acompanhadas por todos. Em seguida, de acordo com a tradição, os participantes compartilharam o opłatek, trocando votos de felicidades e prosperidade. No final, foi servido um jantar com os tradicionais pierogui e os bolos natalinos, makowiec,piernike e szarlotka, preparados durante a oficina.







Oficina de Natal "Sabores da Polônia"




O objetivo dos organizadores da Oficina de Natal, Sabores da Polônia foi o de criar uma experiência gastronômica única mostrando a riqueza dos sabores através de receitas tradicionais reconfiguradas com as tendências atuais da culinária polonesa usando produtos do Brasil e da Polônia.

O evento contou com a participação dos convidados *Ewa Zukrowska e *Grzegorz Andrzej Mielec, poloneses de nascimento radicados atualmente em São Paulo, que ministraram a oficina ensinando algumas das receitas da tradicional mesa de Natal: Makowiec, que é um bolo de semente de papoula e Piernik Torunski, bolo de gengibre, canela e noz-moscada.

Esta oficina teve o apoio da Sociedade Polonesa Marechal Pilsudisk, Braspol, Sociedade Polono-Brasileira Tadeusz Kosciuszko e Pioregi do Miro. Abaixo, alguns momentos da oficina que ocorreu em clima de descontração e amizade entre todos os participantes.

                                                 



















Ewa Zukrowska – Formada em História da Arte, atua na elaboração e produção de eventos culturais na Polônia, Estados Unidos e Brasil. Especializada na produção de mostras e oficinas de cinema, entre eles o Festival Internacional da Arte da Cinematografia Camerimage; Mostra de Albert Maysles, Oficina Experimental com a diretora de fotografia Joan Churchill. Criadora e curadora da Mostra Olho no Brasil dedicado à cultura e cinematografia brasileira na Polônia. Atualmente, é promotora da cultura polonesa no Brasil, realizadora do Festival de Cinema Polonês em parceria com a Embaixada da Polônia.

Grzegorz Andrzej Mielec – Nascido na Polônia e morando no Brasil há 11 anos, trabalha na Casa Sanguszko de Cultura Polonesa em São Paulo. Organiza há dois anos como chef de cozinha, juntamente com um grupo de amigos, um almoço polonês realizado após a missa na Capelania Polonesa, introduzindo com grande sucesso os ricos sabores da cozinha de seu país de origem, resgatando o verdadeiro paladar dos pratos típicos e únicos da culinária eslava.







 Foto: Jakub Wesolowski, Varsóvia, ​2016.

Izabel Liviski é Doutora em Sociologia pela UFPR. Professora e Fotógrafa é também pesquisadora de História da Arte, Poéticas Visuais e Sociologia da Imagem. Edita as colunas Polonaises e INcontros.Colaboradora da Revista desde 2009, é Co-editora da ContemporArtes.

Contato: <izabel.liviski@gmail.com>



4 comentários:

Anônimo disse...

Lindas tradições.
Um Feliz Natal.

Francisco Pucci.

24 de dezembro de 2016 00:26
Anônimo disse...

Parabéns, ficou linda a matéria.
Tudo de bom para Natal e ano que vêm.
Bjs.
Ewa Z.

24 de dezembro de 2016 01:57
Anônimo disse...

Parabéns Izabel! Matéria maravilhosa! Dziękuję bardzo!
Adriana kmieć

24 de dezembro de 2016 07:19
Anônimo disse...

Dziękuję bardzo Izabel!
Tudo de bom nas festas de Natal e Ano Novo!
Um ano de 2017 muito especial e positivo pra você!
ABraço
Everly

25 de dezembro de 2016 12:39

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.