quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Se jogue no Mosh!

Coluna Stage Dive





Muito comum em shows de hardcore, punk, crossover e de thrash metal é o stage dive. Muitos conhecem o pulo do palco para galera como "mosh", mas na verdade mosh é uma dança que lembra um pouquinho a dança do hip hop. O stage dive é uma coisa que dá uma adrenalina enorme, subir no palco e se jogar na platéia. Seja pulando de frente, de costas, de mortal ou flipper ... uma sensação incrível! Eu sou suspeito de falar a respeito, pois quando saio de casa para ir em uma gig, vou com muita disposição para entrar na roda de circle-pit e dar stage dive. O circle pit para quem não sabe é um círculo em que a galera corre em um único sentido, obviamente ninguém agride ninguém, com exceção de alguns empurrões. Isso acaba com o fôlego de qualquer fumante, porém é uma forma de curtir música. É bacana essa autonomia que você tem nos shows, de poder subir no palco, cantar junto com o vocalista da banda e depois se jogar na galera, claro, sem tietagem e sem pular de pé ou pisando na cabeça (o chamado headwalking). Típico de diversos estilos (hardcore, punk, crossover, grind, thrash, death) é a alegria desse povo que gosta de agitar.
Acidentes acontecem, é claro, já presenciei vários deles e inclusive já me machuquei duas vezes nessa brincadeira insana. Por outro lado, conheço pessoas que conheceram outras pessoas através de um desastroso stage dive, como meus amigos Luciana e Kaio (ele caiu na cabeça dela e ela desmaiou). Mais uma prova que em show underground todo mundo se bate e no fim saem abraçados.
O stage dive também aproxima banda e público. Tem muito guitarrista, vocalista que gosta de se jogar na galera (creio que o mais conhecido seja o Kurt Cobain que não se contentava com a moçada e pulava em cima da bateria), obviamente não se corre o risco de cair no chão. Mulheres então nem se fala, mas, pelo menos nos shows que eu vou, os rapazes respeitam a mulherada e não tentam tirar proveito (ou se tentam, estão sendo discretos).
Portanto como diz a letra de uma música da banda Porcos Cegos (ex-Blind Pigs): "Se o som empolga, a adrenalina aumenta", vamos nos jogar no stage dive e ser feliz!
Uma letra bacana que quero postar é do Gritando HC (www.myspace.com/gritandohcoficial), uma das bandas mais importantes de toda história do hardcore punk nacional, que, para quem não sabe, voltou em 2007 após alguns anos parados e em breve lançará o 4º CD (terceiro de estúdio) intitulado "Fase Adulta". A música "Stage Dive (Se jogue no mosh)" está presente no álbum "Ande de Skate e Destrua"
Confiram também o clipe de "Violence" da banda Youth Brigade ... é o vídeo mais insano de stage dive que já vi na minha vida. (http://www.youtube.com/watch?v=L6BuoXNGbMg)

Stage Dive ( Se jogue no Mosh )

Pare pra pensar e reveja a vida como está
Valores pré-estipulados terão que ser avaliados
A garra de lutar em nós pra sempre estará
Garotos envelhecidos não mais serão ouvidos

O cheiro do dinheiro compra tudo e a todos
Mas amigos de verdade são pra toda eternidade

Stage dive se jogue no mosh!
Stage dive se jogue no mosh!

Punho erguido e se assumir, deixar a juventude fluir
É assim que tem que ser,sem nessa de envelhecer
É hora de agitar,é nossa vez de querer mudar
Respeitar a nossa idade e buscar a liberdade

O cheiro do dinheiro compra tudo e a todos
Mas amigos de verdade são pra toda eternidade

Stage dive se jogue no mosh!
Stage dive se jogue no mosh!


Stage dive não só pra mim, como para outras pessoas, é uma maneira de se libertar de algo que te oprime. É para desestressar, por isso que durante uma música com letras politizadas vale a pena dar um stage dive. Esse feeling, essa fúria, essa garra chamada underground não tem preço... o cheiro do dinheiro não compra isso...
Talvez por esse motivo que a música underground e a contracultura se mantêm firme na sociedade como forma de resistir a diversos moldes do sistema atual. O hardcore/punk é um contra-ataque a esses valores pré-estipulados. Um show é como um ritual de negação ao consumismo, e há valores impostos para reprimir, para impor; e assim como os refrões gritados e as rodas de pogo (bate-cabeça), o stage dive é o clímax do show, uma forma de se libertar e se divertir.

Dennys Felipe Nascimento de Oliveira escreve quinzenalmente às quintas-feiras no blog ContemporARTES

5 comentários:

Rosana disse...

Rapaz, no meu tempo, eu já viajava quando o batera do Golpe de Estado, lançava, ao final do show as baquetas, ainda bem que dá tempo de correr, digo se jogar,uau!Resta saber, se vão aguentar com todo este meu peso,rsrsr

10 de setembro de 2009 13:37
Ana Dietrich disse...

Oi dennys, continue escrevendo assim, enchendo nossos olhos de pura energia underground.
a ContemporARTES agradece...

10 de setembro de 2009 16:02
Anônimo disse...

É isso ai rapaz

Continue com esse trampo pelo underground!

Abraços

Francisco

10 de setembro de 2009 19:57
Dennys disse...

Fico feliz por terem gostado do texto....muito obrigado!
Dennys

11 de setembro de 2009 12:01
Kaio disse...

Eu sô profiçionau do steige daive

e quase matei a luciana
heauheauha


Kaio

11 de setembro de 2009 17:36

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.