quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

2000´s


Final de ano. Tempo para se analisar o que passou. Erros e acertos. Existem certos momentos propícios para fazer esse balanço sobre o que já passou e nada melhor do que essa época em que se encerra um ciclo para fazê-lo. É justamente sobre o ato de refletir é que vamos alimentar a postagem de hoje do blog.

Está chegando ao fim a primeira década do século XXI. Tudo bem que ainda estamos com uma pontinha do pé nele ainda, mas já podemos fazer um balanço do que foi ele, qual foi sua cara. Teatro, música e cinema. O que podemos destacar da cena artística dentro dessas áreas? Tudo bem... nada faz sentido se não contextualizarmos um pouco do que aconteceu politicamente. Então lá vai meu top 5 dos acontecimentos que marcaram nossas vidas e blá, blá, blá:

Top 5 – política

1 – 11 de setembro: ataque com aviões destroem o World Trade Center e parte do Pentágono (2001)
2 – Fim do governo de Fidel Castro (2008)
3 – O Brasil elege o ex-sindicalista Lula (2002)
4 – A crise financeira internacional (2008)
5 – Barack Obama é eleito o primeiro presidente negro dos E.U.A. (2008)




Na sétima arte decidi optar por filmes dramáticos. Diria que ao extremo, ou nem tanto. São filmes que se destacam pela criatividade do roteiro, ou pela presença da estética de algum diretor especificamente. Também vale destacar, que por serem dramas, exigiram dos atores uma porção extra de interpretação.

Top 10 – cinema

1 – Dogville, Lars Von Trier (2003)
2 – Brilho eterno de uma mente sem lembranças, Michel Gondry (2004)
3 – Oldboy, Chan-wook Park (2003)
4 – Cidade de Deus, Fernando Meirelles (2003)
5 – O pianista, Roman Polanski (2002)
6 – Réquiem para um sonho, Darren Aronofsky (2000)
7 – Má educação, Pedro Almodóvar (2004)
8 – Amores Brutos, Alejandro González Iñárritu (2000)
9 - 4 meses, 3 semanas e 2 dias, Cristian Mungiu (2007)
10 – Pequeña Miss Sunshine, Jonathan Dayton (2006)


Para a música os destaques acabaram ficando para aqueles lançamentos que de imediato já criaram adeptos da sua sonoridade.

Top 10 - música

1 – Radiohead - In Rainbows (2007)
2 – Amy Winehouse - Back to Black (2006)
3 – Los Hermanos - Bloco do Eu Sozinho (2001)
4 – Vanessa da Mata (2002)
5 – Arctic Monkeys - Whatever People Say I Am, That's What I'm Not (2006)
6 – The Strokes - Is this it (2001)
7 – White Stripes - Elephant (2003)
8 – Cansei de Ser Sexy (2005)
9 – Norah Jones - Feels like Home (2004)
10 – The Killers - Hot Fuss (2004)


No teatro gostaria de ressaltar o dramaturgo Mário Bortolotto, que além de encabeçar a lista desejo que o cara se recupere logo do incidente em que foi baleado três dias depois de lançar na Comunidade Sonora um especial sobre ele. Participei do ato no teatro Parlapatões e também da festa envolvendo cartunistas que leiloaram seus desenhos para beneficiar sua família, onde também assisti a peça Brutal que teve renda revertida para o mesmo fim. Soube que ele já não respira mais por aparelhos e fica aí nossa torcida para que ele se recupere o quanto antes. A lista é composta por peças que assisti, dando destaque, portanto, para teatro de grupos paulistanos.

Top 10 - teatro

1 - Nossa vida não vale um chevrolet, Mário Bortolotto
2 - A comédia do trabalho, Companhia do Latão
3 - Uma pilha de pratos na cozinha, Mário Bortolotto
4 - Bacantes, Teatro Oficina
5 - Abajur lilás, Plínio Marcos (2001, TBC)
6 - Toda nudez será castigada, Nelson Rodrigues (CCSP)
7 - Tio Vânia, (2001, Tusp)
8 - Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo (2007, CCSP)
9 - Bonitinha mas ordinária, Nelson Rodrigues (Círculo dos Comediantes)
10 - Cymbeline, Willian Shakespeare (British Council)


Claro que são listas bastante pessoais e que você, caro leitor, tem todo o direito de discordar. Mas então me diga, o que marcou sua vida nessa última década? Faltou colocar alguém?





Cícero F. Barbosa Jr., mestrando em História pela PUC/SP, bacharelando em Letras pela USP, músico e artista, escreve às quartas-feiras quinzenalmente no ContemporARTES.

2 comentários:

WOLVERINE disse...

Realmente fim de ano é a época mais propícia para se criar as famosas top five, listas e talz, a lista dos melhores álbuns da década, está simplesmente perfeito...Arctic Monkeys simplesmente foi a maior revelação nesta década para mim, e Amy, sem palavras!!!já na lista das revelações do ano, caso vc crie, é indispensável citar nomes como Móveis Coloniais de Acajú e Maria Gadú, simplesmente salvaram 2009...

17 de dezembro de 2009 10:22
Cícero Barbosa disse...

realmente Victor, Móveis Coloniais de Acajú merecia muito estar na lista!!!

abraço.

17 de dezembro de 2009 11:15

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.