segunda-feira, 8 de outubro de 2012

CONTANDO ESTRELAS



CONTANDO ESTRELAS:
UM TEMA, DOIS POEMAS.


Abraços Literários e ate +.


20 comentários:

edweinels disse...

Estrelas, estrelas cintilantes... tais quais os seus poemas, Geraldo Trombin. Parabens, novamente, por esta maravilhosa coluna.

8 de outubro de 2012 07:50
Edelson Nagues disse...

Inspiração para uma semana estrelada (e ensolarada)! Parabéns, Gera!

8 de outubro de 2012 10:34
Blog do Piaia disse...

Pois é. Contando estrelas, assim,
encontro a estrela maior da nossa poesia:
Geraldo Trombin!

8 de outubro de 2012 10:35
geraldo trombin disse...

Grandes Amigos... Um há anos, presencial e cada vez mais, os outros dois virtuais, mas também sempre presentes... Um dia vamos reunir tanta gente boa e tanta gente do bem...

Brigadão.!

8 de outubro de 2012 10:53
Fabiana Pantarotto disse...

Como se diz hoje em dia "Você é um lindo !!!!" beijo grande!

8 de outubro de 2012 11:28
geraldo trombin disse...

rsss... Obrigado, Fa... bjos

8 de outubro de 2012 12:49
Cris Dakinis disse...

Lindo, lindo como sempre! Um uni.verso estrelado com boa poesia.
bj!
Cris:)

8 de outubro de 2012 15:58
Fábio Vital disse...

Sensacional, Geraldo Trombin! Quanto mais conheço seu trabalho, mais o admiro. Uma curiosidade, ao digitar seu nome acabei teclando Feraldo - com "F" -, o que não deixa de estar certo, pois vc é Fera no que faz :-)

8 de outubro de 2012 16:14
leila seleguini disse...

Você é iluminado pelas estrelas!

8 de outubro de 2012 16:28
geraldo trombin disse...

Obrigado, Cris, Fabio (nem tanto fera assim, não! rss) e Leila... Às vezes, contar estrelas, faz bem para o nosso céu..dá um brilho especial...

8 de outubro de 2012 18:15
Olivaldo Júnior disse...

Geraldo, seus poemestrelas são luminosos! Parabéns!

8 de outubro de 2012 23:25
geraldo trombin disse...

Grande, Olivaldo. Obrigado por deixar aqui suas letras!

9 de outubro de 2012 07:55
Anônimo disse...

...Gera, vc é a reencarnação do Olavo Bilac, que além de imortal poeta foi um dos mais profícuos redatores publicitários de sua época... sua criatividade não tem limite... vou correndo pra casa ficar na varanda da noite estrelada torcer para ganhar um pouco de inspiração e viver coisas ímpares...
arNônimo

9 de outubro de 2012 17:26
geraldo trombin disse...

ehhh. caro arNônimo... você sempre enaltecendo, enaltecendo... valeu... abração e deixe o teto solar aberto, ou melhor, o teto lunar! rss

9 de outubro de 2012 18:14
geraldo trombin disse...

A Professora Maria Cecília também deixou seu recadinho. Obrigado!


Garanto que tinha uma estrela na ponta de seu dedo qdo escreveu esta!
ciça.

9 de outubro de 2012 18:21
Anônimo disse...

O primeiro poema em primeira pessoa, construído com lugares comuns: boca da noite, mar de mágoas, etc. O segundo, a pessoa é outra, é ela, Estela, menina estrela que conta outras estrelas para adormecer.

Um mesmo tema, dois pontos de vista de ver a noite, dois poemas complementares.

Deva

12 de outubro de 2012 09:38
Sônia Barros disse...

Geraldo, parabéns!
Que você continue brilhando e iluminando com sua poesia.
Um grande abraço!

14 de outubro de 2012 17:31
geraldo trombin disse...

Mensagem da amiga poeta Janete Veiga:

Parabens Geraldo mais uma vez! é maravilhoso ler o que vc escreve. Suas palavras encantam e enobrecem, lendo suas escritas até o tempo a gente esquece.

Obrigado Janete, Sônia e Deva!

15 de outubro de 2012 09:45
Luciana Dimarzio disse...

Quanto talento, Geraldo!! Seus poemas são encantadores, parabéns!!

19 de outubro de 2012 22:26
geraldo trombin disse...

Obrigado, querida amiga, Lu-a... Admiro também o seu trabalho...

19 de outubro de 2012 22:30

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.