domingo, 29 de setembro de 2013

LEVE, LEVANDO...



LEVE, LEVANDO...

Continua aquela fase: leve, muito leve, leve, leve voa... 
Deixe que cada poema de hoje também te leve...
para  onde o seu coração quiser!
E que o sentimento não seja breve!





Abraços literários e até+


9 comentários:

edweinels disse...

Um vendaval de belos poemas. Parabens, Gera.

29 de setembro de 2013 09:01
Toninho Villas Boas disse...

Parabéns. Tô de olho.....

29 de setembro de 2013 09:39
Dema disse...

Tudo muito legal e doido. Carabina, pedras e ventania tudo vira poesia.
Parabéns pela criatividade nos textos, nas ideias e na vida.

Cê gostou mesmo do zoião.

29 de setembro de 2013 10:33
geraldo trombin disse...

Obrigado, Ed, Toninho e Dema... Não é que ficou legal mesmo o zoião!

29 de setembro de 2013 17:30
Anônimo disse...

Uau, catapau, qui puta ventania, fiquei sem fôlego....uau!!!!!!

Arnônimo

29 de setembro de 2013 21:03
Blog do Piaia disse...

Esse moléque tá com arte...

30 de setembro de 2013 08:47
geraldo trombin disse...

Valeu, Arnônimo e Piaia... antes tivesse com arte rsss abração a todos

30 de setembro de 2013 10:42
Anônimo disse...

Leve de tão leve até pegou pesado e deixou marcado o sentimento, marcas de linha d'água percebidas nítidas à contraluz, marcantes poemas a decalcar a poesia - essa tua decalcomania.

Deva

30 de setembro de 2013 17:29
geraldo trombin disse...

boa... gostei, Deva! Vamos decalcando... abraços

30 de setembro de 2013 17:53

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.