quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Do Cinza ao Dark: Comemoração 10 anos ELCV e exibição Doc - Ocupa.Fique a vontade!







Hoje dedico à coluna para escrever sobre o evento que acontecerá entre os dias 01 à 21 de agosto chamado Cinema: Sínteses e Multiplicidades no ABC. Para comemorar o aniversário da Escola Livre de Cinema e Vídeo de Santo André não poderia ser diferente! Várias opções de curtas de diversos gêneros, além de workshops e bate-papos, o evento contará também com a exibição de um curta muito especial, em que participei da produção e direção de fotografia. No entanto, para mim são apenas nomenclaturas, participei de algo muito maior. E não tenho palavras para descrever como foi gratificante participar deste projeto, com todas as amizades que fiz.


Tudo começou no curso Santo André Documenta, ministrado por Bruno Carneiro na ELCV. O melhor aprendizado que obtive neste curso foi entender que trabalhar com vídeo primeiro: depende da sua real vontade, segundo, é achar o que realmente você gosta de fazer dentro do ramo e por fim tomar cuidado com a linguagem que você utilizará em seu documentário. Além disso aprendi na prática como realizar um bom enquadramento, como utilizar minha câmera, escrever um roteiro, se atrever a abrir um programa de edição e montar meu próprio filme. Neste curso senti a liberdade de errar,perguntar,arriscar e ousar. Outro ponto positivo do curso foi a escolha das pessoas, acredito que o objetivo era colocar diversas áreas do conhecimento juntas, a parte teórica com a parte técnica. No caso do nosso grupo acredito que esta interação aconteceu. Aliás acredito que no nosso grupo a interação foi tanta que dela nasceu grandes amizades, regadas à muitas risadas, afinidades e prazer em produzir.




Escolhi entrar no grupo primeiramente pelo tema, ocupações artísticas em Santo André. Mas ao olhar alguns rostos já vi que teríamos muito a aprender juntos e afinidades. Além disso sabia que poderia contribuir na produção, pois como já foi escrito em diversas colunas do Neblina e da Ana Maria Dietrich, Soraia Oliveira Costa e o Coletivo MAOU realiza ações de ocupação com intuito de disseminar a arte e alertar a população dos locais sem função social alguma. Não teria como ser diferente, sem perceber antigas e sólidas amizades se juntaram com as novas. E desta interação surgiu algo muito bonito, fruto de muito trabalho.



Doc - OCuPa - fique a vontade! é fruto da interação entre pessoas de diversos lugares do Brasil (Santo André, Ermelino Matarazzo, Itaquera, Guaianazes e Salvador) com um objetivo na cabeça: fazer de um lugar abandonado o palco, a tela, o muro, a galeria de arte. Do cinza de um esqueleto urbano de 10 andares conseguimos a cada visita proporcionar a cor. A cada pincelada do artista, o barulhinho do spray, a risada do clow, o bater do martelo para pendurar a foto, o sorriso estampado no rosto fez de um lugar abandonado o despertar de idéias, da arte, da troca de conhecimento, da transformação.


Sinceramente estou me dedicando muito para colocar o que senti por meio das imagens. Mas hoje tenho certeza que a frase "movimento gera movimento" é real. Por meio de um curso aprendi muito, fiz novas amizades e das antigas e nunca menos importantes realizei algo diferente.
Ficou curioso para assistir o nosso documentário? Então divulgo para vocês o dia da exibição que contará também com dois outros ótimos filmes realizados por alunos do Curso Santo André Documenta:

06 de agosto – sábado – 15h

LOCAL: Teatro do Sesc Santo André


Exibição dos trabalhos produzidos pelo Núcleo: Santo André Documenta, da ELCV, e bate-papo com os produtores e com o orientador Bruno Carneiro.


SEXO, GAIARSA E EU

(documentário / 15 ‘/ 2011 / ELCV / classificação: 12 anos)

O resgate de alguns aspectos da obra de José Angelo Gaiarsa, no tocante a sexualidade, e a pergunta: a revolução sexual iniciada na década de 60 já se concretizou?

realizadores: Wellington Darwin – Tony Shigueki Nakatani – Cristina Assunção


PERNOITE

(documentário / 15’ / 2011 / ELCV / classificação: 12 anos)

Toda noite, a cidade esconde e revela personagens, desejos reprimidos, fetiches, vontades, dualidades. Uma volta no carro com a travesti Sheyla, pelas ruas do centro de São Paulo, conta um pouco de sua história e penetra neste curioso universo.

direção – fotografia e roteiro: Cibele Appes – Eduardo Alves / montagem: Cibele Appes / música original “Esquinas”: Eduardo Alves (letra e música) – Didi Monteiro (voz) / depoimento: Sheyla Sayson / voz off: Wesley Ursão / performance: Evelyn Ligocki.


OCUPA. FIQUE A VONTADE!

(documentário / 15’ / 2011 / ELCV / Classificação: 12 anos)


A vontade de fazer arte, seja qual for a linguagem, é sempre latente. Vamos mostrar o quanto isto é real e, desta forma, estimular diversos outros artistas a analisar a cidade como um instrumento, a galeria de arte perfeita para quem quer produzir, passar a mensagem, mas sempre é “barrado” por não ter um espaço para isso. Um local abandonado pode ser apenas um local abandonado, mas a cidade para nós é o espaço perfeito para mostrar que a democratização da arte começa na rua, no asfalto, no urbano. Então, você quer ocupar também?


direção: Eduardo Gabriel Alves – produção: Mariana Pardo / Jeniffer Souza / Marina Rosmaninho – direção de fotografia: Mariana Pardo e Marina Rosmaninho / edição: Vinicius Souza – Natália Angeotti– Guilherme Genereze.


Aqui a programação completa do aniversário da ELCV:


E claro os agradecimentos a todos que fizeram acontecer:

Da ELCV:

Bruno Carneiro: "Pior do que ter problemas técnicos é afastar o espectador do seu filme" - Lição para a vida!
Sérgio Pires: "Estou ansioso para ver o trabalho de vocês" - obrigada pelo Apoio!

Do grupo - Ocupa. Fique a Vontade!Direção, produção,fotografia e muita camaradagem!

Eduardo Alves: Valendo! Aprendendo o que é dirigir! humildade e talento.
Jennifer Souza: "Bora produção!" Você é o prazer em fazer estampado no rosto!
Mariana Pardo: " Bora produção!" Ansiosa como eu, correria, amiga. Lugar em especial no coração!
Laurindo Gadoti Neto: devidos créditos ao garoto! Obrigada pela ajuda!
Casal Natália Angelloti e Guilherme Genezere: Valeu!
Vinícius Souza: de Atibaia para o ABC agradeço sua vontade em nos ajudar!

Organização Ocupação Dupli-Cidade e entrevistas:

Coletivo MAOU - dialéticas Sensoriais



Moisés Patrício: Entrevistado, amigo, pintor, artista.



Nem tenho como agradecer...O trabalho, a organização da ocupação Dupli-Cidade, o seu depoimento em relação à arte realmente fez com que brotassem as sementes. A semente da esperança e da amizade! Obrigada e conte conosco sempre! "movimento gera movimento". Compartilhar, somar e transformar.



Soraia Oliveira Costa: Entrevistada, amiga, artista e amante dos trens e trilhos:

Sua entrevista nos ajudou a entender e explicar ao espectador os reais motivos de ocupar locais abandonados. Existem ações que vão além da arte e creio que isto ajudará e muito a desmistificar ações como esta, taxadas de vandalismo. Inverter os papéis é preciso, vândalo é aquele que mantém locais como enormes latifúndios urbanos! Obrigada pela entrevista e grata pela amizade, sempre!

Agradeço a cada traço, a cada tinta, a arte, o arsenal de cores e a expressão de felicidade de dedicar tintas,talento e compartilhar experiências na ocupação Dupli - Cidade, os verdadeiros artistas estão na rua, nos muros, na cidade:

Artistas da ocupação Dupli-Cidade:

Todyone:

Renato Ursine - MaKaKitos.

Alan Alvico - Alvico

COLETIVO ARTE PRA VIDA


Edson Barros - Fotógrafo

Letícia Shimoda - Artista MAOU

Vander Guedes- Che

Douglas -Doug:


Thomaz Lima Rosa:

Marcos Vinícius - Coletivo esquadrão Anti-Cinza

Shirlei Oliveira -Gata Xis Salvador -Bahia

Lane Lopez - Atriz

E agradecimento especial à minha Mãe, Marli de Oliveira , filha de peixe peixinho é!
E também à Luciana Rosmaninho, peixinha, uma pessoa que não tive que reconhecer como amiga pois quando nasci já estava predestinado a estar ao meu lado. É a prova que o Universo conspira à meu favor!
Amo vocês incondicionalmente!



Marina Rosmaninho é formada em Ciências Sociais no Centro Universitário Fundação Santo André(2008). É socióloga, amante da linguagem audiovisual, documentários, ferrovias, indústrias e escombros e procura juntar todas suas paixões para analisar a sociedade. Convida a embarcar neste trem sem descarilhar! "movimento gera movimento".




3 comentários:

Soraia O. Costa disse...

Estou curiosa para ver o doc... rs

Parabéns e muito obrigada por compartilhar publicamente os seus aprendizados!

3 de agosto de 2011 20:36
melina disse...

Parabéns! o doc ficou com otimo conteudo e belas imagens!

7 de agosto de 2011 21:31
sede d tinta disse...

muito loco este dia ....paz...parabens pelo documentario

21 de setembro de 2011 15:52

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.