sexta-feira, 23 de outubro de 2015

POETANDO III





POETANDO III


Quem nunca se apaixonou que atire a primeira pedra...  
Eu acredito que o amor existe. Sim, sim, eu sou uma mulher romântica. Mas sei que não sou a única!
Nós precisamos do amor e o buscamos pela vida toda. O amor pode acontecer em qualquer momento, com qualquer um, em qualquer lugar.  Para amar, basta existir. E para encontrar o amor? – alguns perguntariam. Ah, aí já é mais complicado. Não há receita, nem mapa da mina. Mas que ele existe, existe. Entretanto, amor não é só romantismo e suspiros. Às vezes ele se traduz em uma pessoa (que como todo mundo) tem virtudes e defeitos. E você ama mesmo assim. É sobre esse tipo de amor que apresento a poesia que se segue:





Definitivo

Eu sou o que restou
dos teus sonhos e devaneios
das tuas ilusões românticas
dos teus românticos anseios 
Eu sou aquele
que pôs fim à busca
(tua incansável busca) de um herói.
Sou na verdade, o homem
que te amparou
quando caíram por terra
os teus castelos
E cheguei de mando
sem alarido,
sem fazer ruído
sem descanso!
Invadi teus domínios
sem permissão
Tomei de assalto tudo o que tinhas
Teu passado, teu presente
Até mesmo teu futuro.
E vim pra ficar.

Vanisse Simone 



*Imagens retiradas da Internet sem fins lucrativos.





Vanisse Simone Alves Corrêa é doutoranda em Educação pela UFPR e co-editora da Revista Contemporartes. Já se apaixonou e se “desapaixonou” muitas vezes.

2 comentários:

THELMO OLISAR disse...

Poesia é como a vida: não tem medida... Parabéns, querida amiga!

24 de outubro de 2015 14:15
Vanisse Simone disse...

Obrigado querido amigo. Saudades suas.

25 de outubro de 2015 17:19

Postar um comentário

Seja educado. Comentários de teor ofensivo serão deletados.